Já encontrado em esqueletos da Antiguidade e comum entre os hippies da década de 60, o piercing no dente está se tornando uma tendência novamente e trazendo mais um charme ao sorriso das pessoas.

Por mais que a técnica de colocação do piercing já tenha mudado muito ao longo dos anos e ser considerada uma forma até conservadora de modificar do corpo, ainda é necessário equilibrar os prós e contras do estilo antes de optar por esse item.

Quer descobrir mais sobre o piercing no dente? Confira tudo aqui neste post:

O que é o piercing no dente?

O piercing no dente nada mais é do que uma pedrinha ou um strass colado sobre a superfície de um dente frontal, geralmente o canino, que traz ao sorriso um brilho extra e atraente.

O ideal é que a peça seja colocada em pessoas que já realizaram todos os tratamentos dentais necessários, inclusive os ortodônticos.

Quais tipos de piercing no dente existem?

O tipo mais comum é a bolinha de strass branco brilhante, mas os piercings podem variar quanto à cor, ao formato, ao brilho e ao material:

  • cor: azul, rosa, vermelha, preto, verde, amarelo etc;
  • formato: círculo, quadrado, retângulo, estrela, coração etc;
  • brilho: brilhante ou fosco;
  • material: strass, ouro, diamante e outras pedras preciosas.

Como o piercing é colocado?

Todo o processo de colocação do piercing dura menos de 20 minutos. O dentista aplica uma cola (resina) sobre a superfície limpa do dente e, então, o posiciona. Não é necessário perfurar ou alterar a estrutura dentária de qualquer forma, o que faz com que o piercing no dente seja considerado bem conservador quando comparado aos outros tipos de piercing.

Apesar de o procedimento ser simples, é imprescindível que o piercing seja colocado por um profissional da área capacitado para a realização de procedimentos estéticos.

Esse processo é doloroso ou traz algum risco?

Como o piercing é apenas colado na superfície do dente, o processo não é doloroso ou mesmo incômodo para o paciente, não sendo necessário anestesia. Também não há risco da estrutura do dente ser danificada.

Quais cuidados são necessários com o piercing?

Em geral, os dentistas fazem as mesmas recomendações de higiene bucal que fariam para qualquer outro paciente: usar escova de dente macias, manter os dentes limpos após cada refeição, utilizar fio dental diariamente etc.

A única ressalva é que é necessário prevenir o descolamento do piercing, evitando ingerir alimentos duros ou que provoquem traumas no local, e ter cuidado para não engolir a peça caso ela se solte.

O piercing é definitivo?

Como o piercing é mantido no dente apenas por uma cola, é comum que ele se descole após um período variável de 2 semanas a 2 anos, dependendo dos cuidados que o paciente tem com a peça. Se a peça não for perdida, no entanto, basta retornar ao dentista para que o piercing seja recolocado.

Já se o indivíduo deseja retirar o piercing antes disso, basta ir ao dentista e pedir que o profissional descole o piercing e retire a cola, polindo a superfície do dente.

Quanto custa um piercing no dente?

O preço do piercing depende principalmente do material utilizado, variando de R$200, para os piercings feitos de strass, até valores acima de R$1.000, para peças feitas de metais nobres ou preciosos.

Quais os prós e contras da colocação do piercing no dente?

Por ser sutil e reversível, o piercing no dente pode ser uma boa alternativa para quem quer incrementar o estilo sem perder o ar profissional ou quem deseja colocar um piercing, mas não quer se submeter a um procedimento doloroso ou definitivo.

Já a grande desvantagem é justamente a curta durabilidade, podendo ser necessário ir ao dentista recolocar a peça muitas vezes se o indivíduo quiser manter esse estilo em longo prazo.

Ainda tem dúvidas sobre o piercing no dente? Deixe um comentário aqui embaixo!