A periodontite é um dos problemas bucais mais comuns, se caracterizando pela inflamação dos tecidos de suporte ao dente e podendo trazer consequências sérias à saúde de pessoas de todas as idades.

Quando ocorre em adolescentes ou jovens adultos, a doença é chamada de periodontite juvenil e tem características particulares.

Quer entender mais sobre a periodontite juvenil e como evitá-la? Confira as nossas dicas aqui neste post!

O que é a periodontite?

Periodontite é o nome dado à inflamação do periodonto, um conjunto de estruturas que dá suporte ao dente e que inclui a gengiva, os ligamentos periodontais e o osso alveolar.

Nesse quadro, as gengivas ficam mais avermelhadas, sangram fácil, os ligamentos periodontais são destruídos, os níveis ósseos ficam reduzidos e o dente acaba ficando mais solto ou até caindo.

Causada pela grande quantidade de placa bacteriana, a periodontite acomete as pessoas sem distinção de sexo ou idade e está associada a maus hábitos de higiene bucal, uso de aparelho fixo e doenças que dificultam o funcionamento do sistema imune.

O que é a periodontite juvenil?

A periodontite juvenil ocorre em adolescentes e adultos jovens e tem uma progressão rápida, podendo ser dividida em localizada ou generalizada. A periodontite juvenil localizada geralmente afeta os dentes incisivos e primeiros molares de crianças entre 11 e 13 anos.

Tradicionalmente, o processo inflamatório é leve, sem sinais visíveis na gengiva, com perda óssea em forma de arco nos dentes afetados.

Já a periodontite juvenil generalizada costuma afetar a maioria dos dentes da boca, sem qualquer padrão específico, de pessoas entre a puberdade e 30 anos, com uma perda óssea em formato angular e pouca placa bacteriana. Em casos graves, dor e abscessos na raiz dentária são comuns.

O que causa a periodontite juvenil?

Embora a placa bacteriana também tenha o seu papel na formação da periodontite juvenil, fatores genéticos são muito mais relevantes, o que dá à doença um caráter hereditário e faz com que ela afete mais as mulheres do que os homens.

Como é feito o tratamento da periodontite juvenil?

Apesar da etiologia distinta, o tratamento da periodontite juvenil é semelhante ao da periodontite comum, se baseando principalmente na prevenção da lesão.

Se a doença já está mais avançada, no entanto, pode ser necessário o uso de antibióticos orais ou tópicos na forma de gel, que são inseridos no espaço entre os dentes e as gengivas.

Em outros casos, o dentista pode realizar ainda pequenas cirurgias para prender a gengiva ao redor do dente, criar um enxerto de tecido mole ou ósseo de outro local ou aplicar um gel especial com proteínas parecidas com as do esmalte dentário que estimulam o crescimento de um osso saudável.

Como evitar a periodontite juvenil?

O mais importante é que o indivíduo capriche mais na higiene oral, com uma escova de dentes adequada e uso regular de fio dental.

Nas visitas ao dentista, é possível realizar ainda uma raspagem e alisamento da raiz do dente, retirando a placa bacteriana e o tártaro da região, reduzindo o processo inflamatório, prevenindo o acúmulo no futuro e permitindo que o tecido periodontal se recupere.

É importante também evitar o cigarro e tratar doenças que prejudicam o funcionamento do sistema imunológico, como diabetes, câncer, HIV e doenças reumatológicas, já que essas condições predispõem o organismo a desenvolver periodontite.

Agora que você já aprendeu tudo sobre a periodontite juvenil, que tal descobrir se beber coca cola realmente deixa os dentes amarelos? É só clicar aqui para ler o nosso post sobre o assunto!