Você quer se destacar como dentista e não sabe de que maneira fazer isso? Deseja ampliar os serviços oferecidos em sua clínica, mas não descobre no que investir? Saiba que o sentimento de inferioridade e a solidão estão entre as doenças do século. Portanto, é muito importante que um profissional da área da saúde tenha empatia por seus pacientes e saiba torna a autoestima deles melhor.

Veja, neste post, como melhorar a autoestima dos seus pacientes, entenda no que ela consiste e de que jeito você pode interferir na qualidade de vida deles.

Qual a importância da autoestima?

A autoestima é formada até os 7 anos e é diretamente influenciada pela maneira como somos tratados. A construção dessa visão de si próprio é muito complexa, ocorre ao longo de toda a vida e está sempre em mutação.

Aqueles que se veem negativamente tendem a ter mais dificuldade de lidar com desafios, sentem-se menos seguros, confiantes e capazes de resolver problemas. São pessoas que sofrem com relacionamentos e com estresse.

Eles podem até apresentar sintomas psicológicos e físicos, como aumento da pressão arterial, problemas no estômago, disfunção temporomandibular, dores lombares, gastrites e enxaquecas. Os sentimentos de raiva culpa e depressão também aparecem acentuados.

Não existe nenhuma confirmação científica que aponta a baixa autoestima como causadora desses sintomas, mas conhece-se a psicossomatização, que resume-se na exacerbação de sintomas por motivos psicológicos. Será que nós, dentistas, podemos influenciar na autoestima e melhorar a qualidade de vida de nossos pacientes? A resposta para essa pergunta é sim!

Como melhorar a autoestima do meu paciente?

1. Faça especialização

Atualização e especialização são meios de estar em contato com as mais novas técnicas e materiais existentes na odontologia. Elas permitem o contato com as descobertas mais inovadoras e possibilitam o auxílio ao seu paciente da forma mais evoluída possível.

Clareamentos, restaurações, facetas, próteses, implantes, cirurgias de reabilitação oral e de reposicionamento da mandíbula são procedimentos que, apesar de parecerem simplesmente estéticos, trazem um aperfeiçoamento à saúde bucal e promovem uma melhor qualidade de vida.

Estar atualizado e por dentro das últimas descobertas proporciona um atendimento inovador, com resultados melhores, mais naturais e, às vezes, mais rápidos. Você se torna capacitado para trazer ao seu paciente o sorriso que ele sempre sonhou e não acreditava ser possível.

2. Utilize materiais inovadores e de qualidade

A cada dia são descobertos novos materiais, como resinas e porcelanas, que têm a capacidade de se assemelharem mais às gengivas e aos dentes naturais. Por vezes, tornam as próteses mais leves, resistentes ou imperceptíveis.

Com a variedade de substâncias utilizadas na odontologia, a pergunta de como melhorar a autoestima fica mais próxima de uma resposta. São diversas possibilidades para trazer um sorriso alinhado, simétrico e harmônico.

3. Entenda os desejos dos seus pacientes

O mais importante dos requisitos para melhorar a autoestima do seu paciente é entender quais são seus desejos e preocupações. Toda pessoa que procura o consultório odontológico para um tratamento estético tem um sonho e uma ideia de qual resultado gostaria de ter.

Você deve se sentir capacitado e seguro para escolher o melhor tipo de tratamento e suprir as necessidades daqueles a quem está prestando serviços. Dessa maneira, você passa, além de uma ótima energia, confiança.

4. Mostre o antes e depois

A ferramenta do “antes e depois” é muito útil. Você pode utilizar procedimentos anteriores feitos por você, demonstrar as mudanças que podem ocorrer tanto no sorriso alinhado, como na estrutura da face, suporte de lábio e auxílio na simetria do rosto.

Outra ferramenta ótima são as restaurações provisórias. Um provisório bem-feito, polido, da cor adequada e bem-acabado, pode trazer ao paciente a ideia do resultado final e melhorar sua autoestima mesmo antes do tratamento ser concluído.

Por qual razão o sorriso é essencial?

Um sorriso é a primeira impressão que outras pessoas têm e torna-se um convite para um novo relacionamento, pessoal ou de trabalho, não é mesmo? Ele pode abrir ou fechar muitas portas e oportunidades para seus pacientes.

Devemos estar atentos e agir para auxiliá-los a aumentar sua autoestima e superar as expectativas que tinham em nós e em nosso trabalho.

Percebeu como existem instrumentos para que possamos interferir diretamente na qualidade de vida emocional de nossos pacientes? Entendeu como trabalhar para melhorar a autoestima daqueles que você atende? Então, compartilhe essas informações nas suas redes sociais!