O conceito de estética está cada vez mais associado à saúde. A busca pela beleza e a boa forma, que até bem pouco tempo era considerada uma preocupação vazia, tem se mostrado uma grande aliada da vida saudável.

Sabemos o quanto alterar uma pequena deformidade considerada “normal” pode transformar a vida de uma pessoa — foi o caso de Elie Jones, que mostramos em outro post.

É fato que se sentir bonito e com a autoestima elevada pode influenciar diretamente na saúde como um todo! Claro que isso só é possível se o apelo pelas formas perfeitas não se transformar em uma obsessão plástica irreal que o faça querer se parecer com a boneca Barbie ou o Ken. Então como equilibrar bem-estar e estética?

O que eu quero x o que eu preciso

Talvez essa seja a maior dificuldade para quem quer melhorar a aparência. Como saber se a expectativa do que se quer vai gerar um resultado real? No caso dos dentes, a Dra. Maristela Lobo, especialista em odontologia, orienta que “o importante é harmonizar o sorriso com o formato do rosto, com a idade, com o tom de pele e com as características da personalidade”.

Assim, é importante conhecer o próprio corpo e avaliar bem todas as possibilidades. Uma manchinha que não incomoda esteticamente pode ser um melanoma. Por outro lado, um nariz que foi alvo de bullying durante toda sua infância pode esconder um desvio de septo que atrapalhou não só seus relacionamentos, mas sua respiração também, sem que você soubesse.

Por isso, antes de pensar em um clareamento dental, por exemplo, vale a pena fazer uma avaliação com o dentista para entender o que é realmente necessário. A má escovação e a presença de cáries podem levar a uma série de doenças que vão afetar todo o corpo.

Vida saudável bem orientada

Cuidar do corpo passa pela adoção de práticas saudáveis: uma boa alimentação, atividades físicas frequentes, moderação no que pode intoxicar nossa estrutura material e mental. Nessa vida corrida, alcançar esse nirvana pode parecer quase utopia!

E é por isso que toda essa mudança de postura precisa de acompanhamento de profissionais responsáveis que nos ajudem a encontrar o caminho entre o que faz bem para os olhos e para a alma.

Uma dica importante na hora de procurar serviços estéticos é checar o credenciamento dos profissionais, referências de outros clientes, além de verificar padrões de segurança e de higiene.

Brilho nos olhos e sorriso no rosto

Durante o processo de transformação, é importante não confundir conforto com preguiça. Abandonar um tratamento pela metade porque é incômodo ou cansativo só vai gerar frustração. Mudar é difícil: exige esforço, disciplina e foco nos resultados!

Mas, por outro lado, é primordial não permitir que a busca estética coloque a vida saudável em segundo plano.

Em outras palavras, ela não pode comprometer seu bem-estar físico, financeiro ou emocional. Comece aos poucos, investindo no que traz brilho aos seus olhos e um sorriso capaz de conquistar o mundo!

Quer saber mais sobre como transformações estéticas podem melhorar a autoestima? Siga nossas postagens no Facebook, Instagram e Twitter!