Apesar de a infância e a adolescência serem as fases mais comuns de tratamentos odontológicos, problemas como a mordida cruzada em adultos também devem ser tratados com a maior atenção.

Cuidar da saúde bucal deve ser uma prioridade em qualquer fase da vida, de forma a garantir o bem-estar de todas as pessoas. Até porque ter um sorriso bonito e alinhado faz bem até para a nossa autoestima, não é mesmo?

Diante disso, confira a seguir as principais questões sobre mordida cruzada para entender melhor o assunto e saber como tratá-lo.

O que é mordida cruzada?

A mordida cruzada ocorre quando a arcada dentária superior não se encontra com a inferior como deveria, ou seja, há um problema de má oclusão.

Em alguns casos a situação é bem perceptível, enquanto em outros os dentes parecem alinhados, mas escondem o problema que pode apresentar formas distintas:

  • mordida cruzada anterior: ocorre quando os dentes da frente da arcada superior não conseguem recobrir a inferior;
  • mordida cruzada posterior: ocorre quando os dentes de trás não fazem a oclusão correta;
  • mordida cruzada lateral: ocorre quando o desalinhamento é percebido apenas em um lado da boca, normalmente o da mastigação.

A importância de tratar a questão ainda na infância está ligada ao bom desenvolvimento da criança quanto à sua fala, respiração, mastigação, digestão, entre outras funções importantes do organismo.

A mordida cruzada pode trazer ainda outras complicações, como bruxismo, dores nas articulações, retração gengival, fratura e perda de dentes. Além disso, por mais que seja moderada, ela afeta a aparência do sorriso, sendo capaz de deixar as pessoas mais desconfortáveis ou com baixa autoestima.

Quais as principais causas?

A causa da mordida cruzada pode ser de origem genética, quando a própria formação da mandíbula sofre de um crescimento excessivo ou insuficiente para garantir a oclusão correta.

Mas há também razões externas, como o uso de chupetas ou mamadeiras por muito tempo, o ato de chupar dedo ou devido a problemas respiratórios que acabem desalinhando as arcadas dentárias.

Quais os tratamentos mais indicados para mordida cruzada em adultos?

O tratamento mais indicado para cada caso vai depender do paciente procurar um profissional especializado no assunto, que possa avaliar a sua situação antes de oferecer uma solução adequada.

Isso quer dizer que cada nível de desalinhamento pode requerer um procedimento distinto, portanto, o ideal é pedir uma avaliação de um bom ortodontista. Algumas vezes é necessário até mesmo fazer uma cirurgia corretiva, conhecida como ortognática, que tem como objetivo o reposicionamento dos maxilares.

Mas, de maneira geral, o mais indicado para os adultos costuma ser a correção com aparelhos ortodônticos. E a grande vantagem é que a tecnologia tem evoluído tanto nos últimos anos que atualmente é possível passar por esse processo de maneira mais tranquila e sem afetar tanto a estética.

É um ótimo benefício principalmente para quem acredita que usar um aparelho depois dos 30 — ainda mais se for metálico — poderia comprometer sua aparência a essa altura da vida, interferindo nas suas relações profissionais e pessoais.

Em casos assim, o aparelho dentário transparente pode ser a melhor solução para ajustar o alinhamento da arcada dentária e corrigir a oclusão — afastando, inclusive, outros problemas futuros e preservando a sua saúde bucal e geral.

E aí, conseguiu entender melhor sobre a importância de tratar a mordida cruzada em adultos? Para continuar recebendo outras informações e dicas, curta a nossa página no Facebook e acompanhe nossos posts!