A área de saúde é muito importante para o bem-estar da sociedade e os profissionais do ramo costumam ser pautados, sobretudo, pelo conhecimento técnico. No entanto, em dias tão competitivos como os de hoje, empreender é imprescindível e, por isso mesmo, é necessário saber se compensa atender pelo plano de saúde odontológico.

Enquanto uns acham essa alternativa muito vantajosa, outros acreditam que é uma maneira velada de acabar trabalhando para outras pessoas e gerar lucro para uma empresa que não é a sua.

Você também vive esse dilema? Então confira o conteúdo a seguir e aprenda um pouco mais sobre o tema:

Vantagens de atender pelo plano de saúde odontológico

Maior fluxo de pacientes

Possivelmente, a vantagem mais óbvia de atender pelo plano de saúde odontológico é que isso possibilitará um maior fluxo de pacientes no seu consultório. Especialmente por conta das condições precárias que o sistema de saúde público brasileiro oferece, boa parte das pessoas busca a contratação particular desses serviços.

Dessa maneira, você terá menores preocupações com os investimentos em propaganda e divulgação, tanto em relação à prospecção de público quanto à fidelização dos seus serviços. Eles chegarão naturalmente, pelo simples fato da clínica ser conveniada.

Nome mais forte no mercado

Outra das vantagens de atender pelo plano de saúde odontológico é que você acaba tendo um nome mais forte no mercado. Isso é muito relevante em uma época competitiva como agora, especialmente se o seu consultório está localizado em um grande centro urbano ou se você ainda estiver dando os primeiros passos na profissão.

Passadas as barreiras iniciais, tudo fica mais simples e você vai recebendo propaganda boca a boca dos seus clientes, principalmente se você for atencioso e prestar um serviço de qualidade.

Como se não bastasse, também não podemos menosprezar a possibilidade de oferecer tratamentos fora do plano.

Desvantagens de atender pelo plano de saúde odontológico

Valores mais baixos

Por outro lado, existem os pontos negativos dessa “parceria”. Um dos principais deles é que os valores repassados pelos planos de saúde para os profissionais credenciados costumam ser muito menores do que eles realmente merecem pela qualidade dos serviços e, sobretudo, pelos anos de qualificação aos quais são submetidos.

É importante ressaltar que, além disso, também é preciso considerar os custos da montagem da clínica, da compra ou do aluguel, dos funcionários e até da manutenção dos ambientes, como a recepção, fachada, sala de espera, banheiros, aparelhos elétricos e do próprio consultório.

Condições de credenciamento

Muitos planos de saúde odontológicos ainda exigem algumas condições de credenciamento dos profissionais, o que costuma causar bastante desconforto entre quem está pensando se associar a uma empresa do gênero. Além de eventuais exigências de atendimentos mínimos e especializações, não é raro que haja até uma taxa inicial.

Se você não conta com recursos suficientes para isso ou se não se sente bem com esse tipo de parceria, isso pode ser um problema sério. Ainda é preciso considerar atenciosamente todas as cláusulas do contrato, para certificar-se de que o acordo não possa ser prejudicial para você por conta de multas ou cláusulas abusivas.

E agora, decidiu se se vale a pena atender pelo plano de saúde odontológico? Gostou desse conteúdo? Então curta a nossa página no Facebook e fique por dentro das dicas e novidades que publicamos!