Quando o paciente chega ao consultório do dentista, na maioria das vezes, ele precisa muito mais do que apenas o atendimento clínico. Afinal, existem questões físicas, emocionais, mentais e até financeiras que afetam o seu tratamento.

Nesse sentido, é cada vez mais necessário promover um atendimento centrado no paciente, de forma que todos esses aspectos sejam supridos pela equipe da clínica ou consultório odontológico.

Você já pensou nisso? Sabe quais são os desafios enfrentados pelos profissionais de odontologia na busca por um atendimento integral ao paciente?

Os desafios de fazer um atendimento centrado no paciente

No atendimento centrado no paciente, o profissional de odontologia deve nortear todas as suas decisões levando em consideração as necessidades da pessoa atendida e os resultados desejados ao final do tratamento.

Para alcançar esse objetivo, é necessário enxergar além dos sintomas apresentados e investigar outras questões subjacentes, como a alimentação do paciente, o poder aquisitivo, o ambiente em que ele vive e sua capacidade de compreender as instruções dadas dentro e fora do consultório.

Isso requer uma visão integral do ser humano e o desenvolvimento de um atendimento pensado especificamente para cada paciente, levando em consideração todos esses fatores.

Além disso, o atendimento centrado no paciente exige uma equipe de saúde qualificada para extrair informações estratégicas da pessoa atendida e para lidar com as mais diferentes situações físicas, emocionais e financeiras.

Como promover um atendimento centrado no paciente

O atendimento centrado no paciente demanda uma mudança de cultura, portanto, deve ser implementado gradativamente na sua clínica ou consultório. Todas as pessoas devem estar cientes dessa nova orientação e engajar-se na promoção de um atendimento mais humanizado.

Conquistado o envolvimento da sua equipe, siga esses passos:

1. Respeite as preferências e necessidades dos pacientes

Nem sempre os pacientes têm os mesmos valores, crenças ou condições financeiras que a equipe odontológica. Sendo assim, é de vital importância que todos os envolvidos no atendimento saibam ouvir o que o paciente tem a dizer e respeitem suas preferências e necessidades.

2. Integre o atendimento

Quando o paciente é encaminhado por outro profissional de saúde, é fundamental que este esteja envolvido em todo o tratamento, a fim de manter a comunicação alinhada e respeitar as orientações que vinham sendo dadas ao paciente.

Essa integração de equipes permite oferecer um atendimento mais personalizado e condizente com as expectativas da pessoa atendida.

3. Mantenha o paciente informado

Manter o paciente sempre informado a respeito da sua condição clínica, o tratamento e os cuidados posteriores garante maior confiança na relação e favorece o restabelecimento da sua saúde, uma vez que ele estará mais consciente da importância do autocuidado.

4. Promova conforto físico

O atendimento centrado no paciente também deve levar em consideração o conforto físico do mesmo, tanto na espera pela consulta quanto dentro do consultório, durante o tratamento.

Assim, procure sempre utilizar as tecnologias mais inovadoras na odontologia para oferecer maior conforto aos seus pacientes. Scanners intraorais em vez de aparelhos de raio-X, próteses de materiais mais flexíveis, alinhadores transparentes, entre outros, podem contribuir para esse alívio.

5. Acesso a cuidados adicionais

Tratamentos muito invasivos, como cirurgias, extração de dentes e colocação de aparelhos ortodônticos devem vir acompanhados de orientações específicas sobre cuidados adicionais.

Quem o paciente deve procurar ao se sentir mal? Para qual telefone ligar? Que medicamentos usar? Que medidas tomar em situações de emergência?

Esses cuidados adicionais tranquilizam os pacientes e os mantêm mais seguros em relação a todo o tratamento e também ao trabalho da sua equipe.

Promover o atendimento centrado no paciente faz parte de um conjunto de ações que permitem melhorar a gestão da sua clínica ou consultório odontológico. Que tal conhecer outras ferramentas e possibilidades?

Baixe agora o e-book Gestão de pacientes: como garantir a satisfação e a fidelidade de pacientes odontológicos!

Como lidar com pacientes que têm fobia de dentista?