Muita gente passa grande parte da vida com a mastigação incorreta sem se dar conta disso. Porém, é essencial solucionar o problema para não sofrer com as suas complicações.

O ideal é sempre buscar um profissional especializado para avaliar a situação e propor os tratamentos adequados para cada um. Caso isso não aconteça, toda a saúde bucal pode ser comprometida, sem falar que o bem-estar também é prejudicado.

Então, para entender um pouco mais sobre o assunto e perceber a sua importância, confira o post a seguir que traz as principais questões sobre o tema.

Quais são as principais características da mastigação incorreta?

Desde a nossa infância, quando começamos a ingerir alimentos mais resistentes, nossa mastigação vai sendo desenvolvida naturalmente, certo? Nem sempre percebemos a maneira como estamos mastigando um alimento, os caminhos que ele faz na boca ou quantas vezes mordemos cada pedaço de comida.

Contudo, todo esse processo merece maior atenção para que ocorra da melhor forma possível. Por exemplo, cada tipo de dente tem uma função na mastigação (cortar, rasgar, triturar etc.) e a falta de um deles pode ser muito prejudicial.

Logo, quando uma pessoa desenvolve uma mastigação incorreta, é muito provável que ela apresente características como:

  • lentidão para comer;
  • dificuldade para mastigar determinados alimentos;
  • dores de dente ou de cabeça constantes;
  • dores de estômago e outros problemas como azia, gases e refluxo;
  • engasgos recorrentes;
  • dificuldade para respirar, entre outras.

Esses são os sintomas mais comuns de quem mastiga de forma errada, seja porque apresenta algum desvio na mordida ou simplesmente porque não utiliza todos os dentes, mastiga de um lado só (mastigação unilateral) ou faz os movimentos incorretos.

Que tipos de danos ela pode causar à saúde?

Mastigar errado é uma questão séria que precisa ser resolvida antes que a pessoa comece a desenvolver outras complicações.

A mastigação é um passo muito importante do processo digestivo. Portanto, se ela não é feita da melhor forma, certamente causará impactos na formação do bolo alimentar e em toda a sua digestão (inclusive na absorção de nutrientes).

A saúde bucal é outra que costuma ser bastante prejudicada. Quando mastigamos incorretamente, há uma maior tendência de desgastar mais alguns dentes ou deixar mais resíduos de alimentos na boca — o que favorece o aparecimento de cáries, mau hálito e outros problemas que podem levar até à perda dentária.

Os dentes também podem acabar entortando com o tempo, dificultando ainda mais a boa oclusão e, consequentemente, piorando a mastigação. Nesse caso, as alterações estéticas do sorriso constituem outro agravante. Aliás, a mastigação unilateral pode causar até assimetrias na face, deixando um lado mais enrugado e flácido que o outro.

Como tratar e prevenir o problema?

Depois de perceber quantos transtornos a mastigação incorreta é capaz de causar, fica claro que a melhor medida é tratar o problema o quanto antes. A avaliação de um bom dentista é crucial para identificar esse tipo de disfunção e indicar o melhor tratamento.

Normalmente, os aparelhos ortodônticos são muito indicados para resolver problemas de mordida errada. Além do mais, o acompanhamento com um profissional é extremamente importante para ajudar a manter a saúde bucal em dia.

Pode ser também que seja apenas uma questão de hábito. Logo, contar com o auxílio de um dentista ou de um fonoaudiólogo é bom para rever os movimentos e fazer exercícios que ajudem a melhorar cada vez mais o modo de mastigar — vale lembrar que o ideal é usar os dois lados da arcada para trabalhar a musculatura de forma mais equilibrada.

Enfim, é fundamental ter esse tipo de cuidado no dia a dia e não esquecer que a forma de mastigar é capaz de influenciar sua saúde e qualidade de vida. Uma boa ideia é começar prestando mais atenção na maneira como você mastiga os alimentos diariamente e, se surgir alguma dúvida, procure logo o seu dentista!

Viu só como a mastigação incorreta pode causar danos? Então, aproveite para seguir os nossos perfis no Facebook e no Instagram para não ficar de fora das nossas publicações e dicas!